sexta-feira

Resenha: Garotas de Vidro - Laurie Halse Anderson

Editora: Novo Conceito

Ano: 2012

ISBN: 978-85-8163-011-3

Páginas: 272

Classificação: 5/5

Sinopse: Lia está doente e sua obsessão pela magreza a deixa cada vez mais confusa entre a realidade e a mentira. Mas ela perde totalmente o controle quando recebe a notícia de que sua melhor amiga, Cassie, morreu sozinha em um quarto de motel. E o pior: Cassie ligou para Lia 33 vezes antes de morrer. O que começou como uma aposta entre duas amigas para ver quem ficaria mais magra tornou-se o maior pesadelo de duas adolescentes reféns de seus próprios corpos. Ao negar seu problema, Lia impõe a si mesma um regime cruel em que contar calorias não é o bastante. Ao omitir seu desespero, apela ao autoflagelo numa tentativa premeditada de aliviar seus tormentos. Seus pais e sua madrasta tentam ajudá-la a qualquer custo, mas nem mesmo sua doce irmã, Emma, consegue fazer com que Lia pare de se destruir. Agora, Lia precisa encontrar um modo de lidar com todos os seus fantasmas, e a morte de Cassie é um deles. Garotas de Vidro é uma história intoxicante sobre a auto-repugnância e a busca pela identidade. Neste livro, Laure Halse anderson aborda de modo realista a dolorosa condição de jovens que sofrem de transtornos alimentares e sua complicada relação com o espelho e consigo mesmos.

Depois de uma aposta em uma noite animada, Lia e sua amiga Cassie, desejam ser a mais magras da escola-não as mais bonitas, nem as mais populares e sim a mais magras. E mesmo tendo parecido apenas um desejo infantil, isso muda totalmente a vida delas, as deixando obcecadas pela magreza. Lia encontra nesse objetivo uma fuga de todos os problemas familiares que passa. Mas nem essa amizade de anos durou depois de uma briga, e quando Cassie foi encontrada morta dentro de um quarto em um motel, Lia se vê perdida enquanto as vozes sussurram: Cassie pediu ajuda e você não ouviu!


A história é narrada por Lia a partir do momento em que ela descobre a morte de Cassie, e logo entramos na confusão que é a mente de Lia! Vemos suas alterações de humor, e vamos aos poucos desvendando seu passado e assim, descobrir mais e mais sobre a morte de Cassie. Anorexia, Bulimia, Autoflagelação, temas difíceis de falar, tudo em uma história. Conseguimos entrar mais na vida de Lia, e vemos como as obsessões mudam a sua vida e alteram suas reais escolhas. Atormentada pelo “fantasma” de Cassie, Lia entra em declínio, regressando todos os tratamentos tomados pela família até que seu corpo não aguenta mais.


Lia é tímida. Não é popular, nem a mais bonita da escola. Mas ela vê os olhares que recebe quando passa, ela sabe que todos vêem o quão magra ela é. E ela gosta. Quando Lia olha no espelho, ela só vê uma menina gorda, feia, estúpida, cheia de gordura no corpo. Quando Lia come, ela conta as calorias e enquanto ninguém percebe, joga fora tudo de seu prato. Lia se corta para sentir toda a dor e toda a pressão indo embora de seu corpo.

A amizade de Lia e Cassie, para mim, desmoronou pela magreza. Cada uma ficou presa nesses objetivos e tomavam todas as providencias possíveis para ficarem mais magras. De vomitar depois de toda refeição até parar de comer. Cada uma seguiu o mais fácil pra si. Acho que elas passaram por muita coisa para meninas tão jovens, e não souberam lidar com isso o que acabou com elas.


 “Eu saí de controle. Comer era difícil. Respirar era difícil. Viver era mais difícil ainda. Eu queria engolir as amargas sementes do esquecimento.”


A leitura foi emocionante, cheia de altos e baixos. Me deixou encantada e ao mesmo tempo horrorizada, porque sei que há meninas que passam por isso no mundo intero. O livro trás essa realidade pra gente, que não sabe como é.


O livro poderia ter tido um romance, mas acho que Lia estava perdida demais em si mesma para mais uma coisa complicando sua vida. E o final, melhor impossível! Achei perfeito simplesmente pelo fato de que deixa em aberto, porque você sabe que não foi o final da história de Lia, e sim um novo começo.



 #DesafioLiterárioVDL

Vitória Michel

4 comentários:

  1. Oie,

    Eu me recordo que quando estava no 9° ano, tinha uma garota na minha sala lendo esse livro e me despertou a curiosidade com essa história, porém ainda não tive oportunidade de conhecer o livro, acho a capa belíssima! Eu já sabia que ele se tratava de um tema forte, mas não com vários temas fortes assim! Com certeza quando eu tiver oportunidade irei conhecer a obra!


    Mayla

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem? Já quis ler esse livro, mas havia esquecido o nome. Gostei da premissa, espero ter uma oportunidade de ler logo. Achei o tema tradado no livro excelente, nunca li nada do gênero.

    ResponderExcluir
  3. Sempre vejo resenhas muito positivas sobre esse livro e a mensagem que ele passa é o que mais me impele a fazer a leitura. Espero muito gostar do livro quando finalmente conseguir um exemplar e finalizar a leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Olá, adorei sua resenha, já ouvi alguns comentários sobre a obra, sempre muito positivos e estou doida pra conferir também.

    Beijokas da Quel ¬¬
    Literaleitura

    ResponderExcluir