terça-feira

Resenha: Meu Primeiro Assassinato - Leena Lehtolainen

Editora: Vertigo
Ano: 2013
Páginas: 324
ISBN: 
Classificação: 3/5
Sinopse: Depois de alguns anos na polícia federal, onde a rotina de autuações e interrogatórios de pequenos delinquentes a entedia, Maria Kallio retoma seus estudos na faculdade de Direito. Mas sente falta da ação e acaba aceitando substituir um colega no departamento policial de Helsinque. Assim começa sua primeira investigação criminal: um jovem, que passava um fim de semana na casa de seus pais em companhia de sete outros membros de um coral, é encontrado morto, afogado. O culpado só pode ser alguém do grupo. Mas quem? Maria interroga um a um. Sua tarefa é árdua: ela conheceu a vítima e alguns dos suspeitos quando era estudante. E tem a mesma idade deles, o que não a torna muito convincente como inspetora neste caso. Além disso, todos tinham boas razões para detestar a vítima: um jovem rico, talentoso, bem-sucedido e conquistador.



O livro conta a história de Maria Kallio, uma policial, que precisa cobrir seu colega de serviço e acaba numa chamada de uma pessoa encontrada morta. Para a surpresa de Maria, ela conhece a pessoa que foi encontrada morta e não somente ela, mas como algumas das pessoas que estavam presente no local. Mexendo com seus sentimentos e seu passado, Kallio precisa superar o preconceito por ser uma policial mulher, e investigar a morte de Jukka. A morte do mesmo, será que foi acidental ou foi de fato, um assassinato?

Quando iniciei a leitura, me senti bastante perdida. Pois por se tratar de uma trama policial Finlandês, os personagens tem nomes típicos da região. Deixando assim o leitor um pouco confuso em relação ao gênero de cada um. Sem contar, que são muitos personagens de suma importância. Por isso, logo de inicio, já deixo a dica de anotar o nome dos personagens, suas principais características e etc. Assim, fica mais fácil a compreensão e menção deles, ao longo do livro.

A trama em si, por muitas vezes me deixou bem confusa. A autora criou uma personagem principal com muitos conflitos internos e muito contraditória. Pois vemos em diversos momentos, a mesma passar por situações de preconceitos na sua área profissional, por ser mulher. Onde muitas vezes deveria se vestir mais feminina, para conseguir superar isso. Mas dentro da sua família, a mesma era vista como “homezinho”. Isso me deixou com a impressão de que a personagem era vulnerável a situação que era posta. Fazendo assim, que a ligação leitor/personagem principal não existisse. Foi realmente difícil se conectar a ela.

Infelizmente para mim, o livro não funcionou muito bem. A leitura em certos momentos não fluía, e quando isso acontecia, a trama voltava a assuntos não relevantes ou com lembranças do passado, que de nada importava para o desenrolar da mesma. Senti que a autora Leena, tinha tudo para ter uma excelente história. Tinha uma boa idéia e um bom enredo. Mas se perdeu, tornando assim o livro monótono e desinteressante.

O final foi coerente para tudo aquilo que o livro apresenta ao leitor. Mas não foi um final bombástico e que deixasse o leitor a mil. Uma pena!


Apesar do livro não ter funcionado muito para mim, indico a sua leitura para aqueles que curtem um romance policial. E claro, tirem suas próprias conclusões.

Kamila Raupp

9 comentários:

  1. Oi, Kamila, tudo bem?
    Eu gosto bastante de romances policiais e nunca li nenhum livro finlandês, então apesar da história não ter te agradado muito, acho que vou dar uma chance e incluí-lo na minha lista de leituras futuras :) De repente posso ter uma percepção diferente, né?
    Bjocas

    ResponderExcluir
  2. Oi Ka!

    Que pena que o livro não foi o que você esperava!
    Livros policiais para mim tem que ter ação e suspense em todas as páginas!

    Beijokinhas!

    ResponderExcluir
  3. Quero ler esse livro!!!

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro e o mesmo não me agradou tanto assim, vou passar
    http://contodeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que pena que a leitura não fluiu tão bem; Um enredo confuso é complicado, apesar de gostar do gênero, fiquei com receio desse livro, talvez um dia eu leia, quem sabe. Mas gostei de sua resenha, ótimos pontos foram abordados nela.

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir
  6. Kamila livros com muitos personagens se não trabalhados de maneira leve levam os leitores a ficar confusos ainda mais com nome como esses do livro hehe. Vou confessar que a premissa do livro dessa vez não me chamou atenção. Quem sabe em outro momento. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  7. Gosto de livros do gênero e acho que por isso sempre espero demais dessas obras. Me decepcionei um pouco em saber que o final não é tão bombástico, mas mesmo assim anotei o título aqui para ler no futuro, quer ver "qualé que é" desse final kkk

    bjs

    ResponderExcluir
  8. Huuuummm!!! Tinha me empolgado com a sinopse, mas ao ler a sua resenha eu desempolguei, hahahaha.....vi que o mesmo não daria certo comigo e eu acabaria abandonando a leitura, então passo esse.
    Mas a sua resenha ficou ótima, passou bem a história do livro e o que vc tirou dele.

    bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi Kami!
    Não conhecia e acabou não me chamando atenção, foi o monótono! Detesto livro que não saem do lugar! Sabe?! E gosto de finais bombásticos! Pode até não ser feliz, mas se for fodão tá ótimo! ahahahaha
    Beijos

    ResponderExcluir