quinta-feira

Resenha: Divergente – Veronica Roth

DivergenteEditora: Rocco
ISBN: 978-85-7980-131-0
Ano: 2012
Páginas: 502
Classificação: 5/5
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.


O livro conta a história de um mundo pós apocalíptico, que para se reerguer, criou cinco facções: Abnegação, Franqueza, Amizade, Erudição e Audácia. Ao completar 16 anos, todos devem fazer um teste de aptidão e depois escolher qual facção irá pertencer podendo ser aquela em que nasceu, ou outra. Nisso tudo vive Tris, criada na Abnegação. No dia de realizar seu teste, Tris descobre que o mesmo é inconclusivo. Ela é uma divergente.
E a única coisa que sabe sobre isso, é que ninguém pode descobrir esse segredo e que ser Divergente é muito, muito perigoso.

O livro é narrado sempre em primeira pessoa, pela personagem Tris. A história flui muito rápido e de forma muito envolvente. Pois a autora, não esclarece logo de cara o que é um divergente e porque ser um é tão perigoso. Isso faz com que gere uma curiosidade enorme em que lê. E a cada fim de capítulo algo instigante acontece, nos levando a não querer parar de ler.

Veronica Roth soube equilibrar tudo de forma muito sutil. Falou de violência, autoconhecimento, amizade, romance, mas tudo no ponto certo. Sem desfocar do objetivo do enredo e sem ser chato ou cansativo.

A trama conta com muitos personagens, e eu acredito que todos são fundamental para o desenrolar da mesma. Indo de personagens bonzinhos que nos cativam, até aqueles mau caráter que dá vontade de torcer o pescoço.  Todos foram muito bem desenvolvidos, algum explicando o porquê de suas ações e outros deixando o leitor na expectativa para a continuação.

Tris é uma típica protagonista/heroína, é forte, destemida, curiosa e pensa sempre no outro antes de si. Por isso, é impossível não se apegar a ela, e torcer pelo seu futuro.
Não posso deixar de falar do Quatro, um personagem muito bem desenvolvido. Forte e com uma história muito tocante e que com certeza, carisma a todos.

Ouvi muitos comentários, comparando a saga com outras conhecidas. Como Jogos Vorazes ou Feios. Eu não vejo assim. A história conta com muitos elementos típicos de uma distopia, como: grande presença da tecnologia, um governo com má índole e etc. Mas acredito que a autora soube sim criar o seu próprio mundo distópico e se manter firme nele.


Eu tinha algumas expectativas antes de iniciar a leitura. Mas com certeza, ela superou todas. Até o momento, é o melhor que já li do gênero. E não estou exagerando! O livro é incrível e eu já virei fã!  

Kamila Raupp

6 comentários:

  1. Bom dia :)
    Como vai?
    Estava com saudades daqui >.<

    Não li o livro e nem vi o filme :(
    Ta na minha lista mas to todo enrolado kkkk

    Mas meus parabéns pela resenha :)
    Beijos e se cuida

    Rimas Do Preto

    ResponderExcluir
  2. Oi Kamila!
    Divergente realmente da o que falar. A sinopse é mega convidativa e melhor que ela só os comentários que sempre ouço (e leio). Você conseguiu me passar alguns detalhes que me cativaram mais ainda. Prioridade na wishlist...
    Bjo!
    Monika - http://osliteratoss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Sempre é complicado comparar as sagas porque cada uma tem sua particularidade né?? Acho que o pessoal vê só porque é distopia ahahaha. Adorei a resenha, fico com vontade de ler, mas eu sei o final (peguei spoiler) do último livro então vou esperar um pouco.

    Beijos
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Kamila, esta é uma série que eu pretendo ler.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Adoro essa série! Mesmo dentro do contexto das distopias acho que Veronica inovou muito, então te apoio em achar errado comparar com Jogos Vorazes, não falo de Feios porque ainda não li!
    Vou esperar a resenha do resto da série ok? :) Espero que continue superando suas expectativas!

    um beeijo Lara
    http://meusmundosnomundo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir