terça-feira

Resenha: Meu bem, meu amor, meu querido - Deb Caletti

Editora:  Novo Conceito
ISBN: 978-85-8163-158-5
 Ano: 2013
Páginas: 234
Classificação:  2/5
Sinopse: É verão no nordeste da cidade de Nine Mile Falls e Ruby McQueen, de 16 anos, comumente conhecida como A Garota Calada, está saindo com o maravilhoso, rico e louco por emoções Travis Becker. No entanto, Ruby está num beco sem saída e percebe que se arrisca cada vez mais quando está com Travis. Em um esforço para manter Ruby ocupada, sua mãe, Ann, a arrasta para o clube de leitura semanal que ela comanda. Quando descobrem que uma das criadoras do clube é a protagonista de uma trágica história de amor que estão lendo, Ann e Ruby planejam um encontro dos amantes de longa data. Contudo, para Ruby essa missão acaba sendo muito mais do que apenas uma viagem...

Sinopse instigante e capa maravilhosa, tudo que um leitor precisa de cara, para querer ler o livro “Meu bem, meu amor, meu querido”. E foi isso que aconteceu comigo, solicitei o mesmo, pensando que seria mais um romance “água com açúcar”, mas que me prenderia a atenção apesar do clichê.

E infelizmente, o livro é o contrário disso. Com uma história um tanto chata, com personagens que simplesmente não cativam, o livro vai tendo o seu desenrolar. O leitor não consegue criar um vínculo com a trama, ou com os personagens. Principalmente a protagonista, Ruby, que não condizia suas atitudes, com sua personalidade, que não foi bem desenvolvida e trabalhada ao longo da trama. Travis, o bad boy, não passou disso. Foi um personagem sem grandes explicações sobre seus sentimentos e o porquê de fazer o que fazia. Foi desenvolvido muito sucintamente.

 O clube das Rainha Caçarolas, foi o que salvou o livro, em alguns pontos. Elas são um grupo de velhinhas, que fazem parte do clube da leitura da mãe de Ruby. Deu até para dar umas risadas com elas, mas, elas são muitas. O que de certa forma, atrapalha na hora da leitura.

Então, se você como eu, espera um romance, desculpe informar, mas o romance de Travis e Ruby não ocupa nem terça parte de todo o livro. O que me decepcionou. Pois quando o romance deles começava a fluir, a história simplesmente tomou outro rumo e foco.


Enfim, o livro para mim não funcionou. Foi enrolado, chato e no final fiquei com aquele “ta, e daí?!”, pois não passou nada de muito importante. É o primeiro livro que leio da Deb, por isso, irei ler outro título da autora, antes de ter uma opinião formada sobre ela. Recomendo que leiam, e tirem AS SUAS próprias conclusões, pois às vezes o que não funciona pra um, da certo para o outro. 


Kamila Raupp

3 comentários:

  1. Oi Kamila, tava bem afim de ler esse livro e assim como vc achei que seria um romance divertido. Agora lendo a tua resenha percebi que ele talvez não funcione comigo também. Apesar de ter me desanimado um pouco pretendo ainda dar uma chance a ele.

    Beijinhos
    Books and Movies

    ResponderExcluir
  2. Quero ler!
    Novidade, agora estou com livro publicado pela Novo Conceito!O livro digital "Feitiço".Espero que goste!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir